Conheça o Condomínio Club West Aruanã

10/03/2011

Gerdau planeja aumentar preço do aço em 2011

Descontos praticados pela siderúrgica, no ano passado, não devem mais ser oferecidos.
São Paulo – Mesmo acompanhando os preços do aço praticados no mercado internacional, a Gerdau afirmou, nesta quinta-feira (3/3), que vai aumentar o preço do aço neste ano. Segundo André Gerdau Johannpeter, diretor-presidente da companhia, os descontos concedidos no último trimestre do ano passado, que chegaram a mais de 20%, não devem mais ser oferecidos em 2011.
“A demanda está alta e a penetração de aço importado deve diminuir neste ano, de acordo com as nossas  estimativas”, afirmou o executivo, nesta quinta-feira (3/3), em teleconferência. “Com menos oferta no mercado e mais demanda, os preços tendem a subir”.
No ano passado, cerca de 20% do aço consumido no Brasil veio de importações. A China, maior produtora de aço do mundo, responsável por 44% da produção global, foi responsável por boa parte do volume do material trazido para o Brasil.
Além da queda nas importações, a forte demanda pelo insumo deve elevar o preço do aço. “As obras, para que os eventos esportivos aconteçam nos próximos anos no país, devem começar com força total neste ano. A construção civil e a indústria também vão demandar muito aço”, afirmou Johannpeter. 
Segundo estimativas do setor, o consumo de aço no Brasil deve crescer 6% em 2011, atingindo 28 milhões de toneladas. No mundo,  a previsão é que o consumo cresça 5%.
Ontem, a Gerdau anunciou investimentos de 2,5 bilhões de reais para dobrar a capacidade de produção de sua usina no Rio de Janeiro. O objetivo é, justamente, se preparar para a demanda gerada pela Copa de 2014 e pelas Olimpíadas de 2016.